Apesar de…

Apesar de… A Rubem Alves Ó Rubem Alves, ensinaste a esperança Como um profundo “apesar de” Apesar dos fatos do mundo Apesar dos fatos políticos Apesar do egoísmo Apesar do orgulho Apesar da pobreza cultivada Apesar da religião do dinheiro Apesar do ataque as diferenças Apesar do fanatismo Apesar da insensibilidade banalizada Apesar de toda…

Solitude e doação de si

Solitude e doação de si Há momentos de doar a si mesmo Estender a mão para outro levantar Doar a si mesmo é ação de abertura Como um pássaro ajudando outro A levantar vôo e seguir em frente Tal processo pode levar a cativar Este é o iminente perigo a enfrentar Pois quando se estende…

Gestos

Gestos A imensidão do amor se expressa Não como romances de cavalaria Não como sacrifícios gigantescos O olhar a nos levantar em amor O sorriso a embriagar os afetos O escutar no momento exato O falar no abismo da dúvida O compartilhar de lágrimas O estar ali no emergir tensional Amar, na amplidão de sentidos…

Solitude e afetividade

Solitude e afetividade O Amor tem várias fases e manifestações O Amor é múltiplo sem deixar de ser uno O uno do Amor é sua insigne profundidade O estar consigo, o viver em solitude De Amor é constituído e sendo possível O Amor ao duplo de si mesmo, o cuidado de si Solitude é pura…

Chuva

Chuva Água que cai, água que limpa Água que vem semeando a vida Teus raios produzem o ozônio Protegendo todas as formas de vida Quando cais é a vida em movimento Se acompanhamos a doce sinfonia De cada pingo, cada vento, cada som É a vida em nós que volta a mover Ó querida chuva,…

Homenagem a Debussy e Boulez

Ó Debussy, Propusestes novos caminhos Novos modos de continuidade Transcendente o desenvolvimento Num fluxo contínuo de puro tempo Mostraste a temporalidade plena Pura e infinita, apreendendo então O tempo enquanto movente Ó Boulez, Levastes a serialização ao infinito Não ficando refém desta, porém Indo além tensionando a música Em sua estrutura e linguagem Escrevestes sua…