II Simpósio de Filosofia Espírita

II Simpósio de Filosofia Espírita

II Simpósio de Filosofia Espírita

FILOSOFIA ESPÍRITA:

SEU LUGAR NO TEMPO E NA HISTÓRIA DA FILOSOFIA

por Astrid Sayegh

A história do homem se define por uma sucessão de concepções filosóficas em continuidade, sem ruptura, mas antes articulada de forma lógica e cronológica, consoante a temporalidade histórica.

Enquanto processo, lógico e cronológico, nenhum momento ou pensamento na história pode ser desconsiderado, pois todos de algum modo confluem para a unidade da verdade. Deste modo, a história da filosofia se constitui através de períodos e ciclos que se desenvolvem no espiral do tempo, marcando épocas e culturas, consoante o grau de conquistas da humanidade.

O primeiro período define-se pela indagação do homem acerca do Cosmos, seguido da preocupação dos antigos com o próprio homem, com as questões morais, marcando assim o inicio do pensamento metafísico, particularmente com Sócrates e Platão. Com o advento do Cristianismo, as questões metafísicas assumem caráter religioso e mítico, até que se irrompe no ceticismo extremado da ciência positiva, em busca de segurança do conhecimento. Estabelece-se assim a oposição radical entre metafísica e ciência, a ponto de excluírem-se.

Nesse contexto histórico a Filosofia Espírita introduz, não apenas um novo período, mas um novo ciclo, como síntese de um processo dialético, dado o fato de metafísica e ciência agora se complementarem, tornando possível o emprego de método experimental como fundamento para questões ontológicas e espirituais. Nesse momento pode se falar de um Espiritualismo, não mais utópico e abstrato como até então, mas um Espiritualismo concreto, fundado na experiência ontológica e fenomenológica, cumprindo assim com a natureza racional e sensorial do ser humano.

O novo ciclo se define pelo retomar das questões da história do pensamento, porém sob um novo ângulo, qual seja uma abordagem positiva do Espírito e da imortalidade da alma, trazendo não somente a sanção para os valores da tradição filosófica, mas abrindo novas perspectivas para o futuro da humanidade.

Nesse sentido importa deixar claro, qual o lugar da Filosofia Espírita? Por que Espiritismo é filosofia? Qual o método que a autoriza como tal? É possível pensar o objeto da Doutrina Espírita sem a filosofia? Teria sido possível “O Livro dos Espíritos” sem a Filosofia? Por que Espiritismo é metafísica? Qual a teoria do conhecimento espírita? Qual sua relação com a educação do espírita? — Eis o que visa o presente evento: uma abordagem tanto epistemológica quanto ontológica da Filosofia Espírita.

A metafísica positiva permite agora um novo significado do conceito de existência, onde o viajor não traça seu caminho nos limites do nascimento e morte, mas antes projeta-se na pluralidade existencial como um ser em transcendência infinita, habitando e construindo o Cosmos concebido pelos primeiros filósofos da história, trazendo a sanção dos valores e virtudes da tradição socrática, retomando as filosofias cristãs sob a autoridade soberba da razão, instituindo uma nova concepção de fenômeno científico e portanto uma repensar do método, e concebendo as questões existenciais sob um novo prisma.

Assim todo o percurso da história do pensamento se recompõe como síntese do passado, porém sob renovado ponto de vista, em direção a um futuro realmente novo, posto que fundado na certeza da imortalidade da alma.

Eis assim a justificativa para a temática desse simpósio, em meio às concepções materialistas frígidas de nosso vir-a-ser em viagem, onde o existente caminha em um mundo supostamente irracional e absurdo, sem saber de onde veio e nem para onde vai, fazendo do momento presente e transitório o único sentido do vir-a-ser de cada dia da jornada.

Eis o objetivo da pretendida reflexão do Simpósio: explicitar a Filosofia Espírita  nas obras de Kardec, a qual deve ser resgatada em sua autoridade como parte dos compêndios de História da Filosofia, como um marco decisivo e norteador dos caminhos da Humanidade, ao permitir que o espiral do Espírito no tempo se abra sob uma nova concepção do ser: o ser imortal e interexistencial.


Chamada do Evento:



Mais Informações:

http://simposioieef.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s